blog sobre micologia médica

Patologia Clínica CHUC Coimbra Portugal

Fusarium dimerum keratitis

Artigo publicado: Fusarium dimerum - um caso de queratite.


sexta-feira, 16 de maio de 2014

A IMPORTÂNCIA DA MICROSCOPIA NA IDENTIFICAÇÃO DOS DERMATÓFITOS

Para identificar correctamente um fungo filamentoso são necessários, no mínimo, tanto o exame macroscópicos da colónia como o exame microscópico da mesma.
No caso exposto a observação do reverso da colónia faz-nos imediatamente pensar em Trichophyton rubrum já que é visível um anel perfeito de pigmento vermelho.





Este anel existe porque o pigmento produzido pela colónia se difunde muito lentamente no meio de cultura e é muito típico, mas não exclusivo, das colónias de T. rubrum. Com o passar dos dias de incubação o anel acaba por desaparecer dando lugar a uma mancha uniforme de cor rubra.

Com a execução do exame microscópico rapidamente se corrige o erro já que durante a extração do fragmento de colónia nos apercebemos que a textura e consistência da superfície da colónia são diferentes das que é costume obter para o T. rubrum e evocam a hipótese de estarmos perante o Trichophytom mentagrophytes.







O exame microscópico confirma a identificação de T. mentagrophytes: hifas em espiral, microconideos esféricos.



Mais imagens (outra estirpe) características do T. mentagrophytes










Sem comentários:

Enviar um comentário