blog sobre micologia médica

Patologia Clínica CHUC Coimbra Portugal

quinta-feira, 30 de julho de 2015

SCEDOSPORIUM PROLIFICANS

SCEDOSPORIUM PROLIFICANS

Estirpe isolada nas secreções respiratórias de um paciente com fibrose quística.

O Scedosporium prolificans é um fungo filamentoso septado hialino.

As colónias são de crescimento rápido, são relativamente planas, a cor é preta (frente e reverso) e a textura é felpuda.

Os conideos são hialinos a castanho-claro, originam-se em anelideos engurgitados na base e que ocorrem quer isolados quer em grupo. As paredes dos conídeos são finas e lisas.



Colónia com 8 dias de incubação.




Colónia com 22 dias de incubação.













terça-feira, 12 de maio de 2015

TRICHODERMA VIRIDE

O Trichoderma viride é um fungo filamentoso septado hialino.
Os fungos do género Trichoderma são muito frequentes no solo sobretudo o florestal. Como agentes patogénicos humanos apenas estão descritos raros casos de pneumonia (fungus ball) e peritonite em doentes com diálise peritonial ambulatória.

Esta estirpe foi isolada em secreções brônquicas de uma paciente com asma, este doente teve 2 meses antes outra secreção bronquica com Aspergillus fumigatus.

As colónias crescem muito rapidamente e pelo 4º dia de incubação preenchem toda a placa. Inicialmente a colónia é branca, passando a verde claro e depois a verdxe mais escuro com zonas brancas. O reverso é branco-creme.

Microscopicamente observa-se um conidióforo em pirâmide com ramificações em ângulo recto, curtas no ápex e um pouco maiores na base. As hifas são hialinas e septadas. As fiálides são em forma de jarra com colo curto e estreito. Os conidios são sub-esféricos, rugosos e podem apresentar-se em pequenas massa verdes. 


Colónia com 24 horas de incubação a 30 graus.


Reverso da colónia.

Colónia com  2 dias de incubação a 30 graus.




Colónia com 4 dias de incubação a 30 graus.

Reverso da colónia.



















terça-feira, 5 de maio de 2015

TRICHOPHYTON INTERDIGITALE VARIEDADE NODULAR

O Trichophyton interdigitale variedade nodular é um fungo filamentoso septado hialino. Fisiopatologicamente é classificado como dermatófito.

A macroscopia da colónia revela um disco plano com elevação central e discreta franja periférica que penetra no agar. A cor é branca com margens amarelo-alaranjado. O reverso da colónia apresenta uma cor amarela brilhante ou ligeiramente alaranjada.
O exame microscópico revela a existência de órgãos nodulares (sobretudo na periferia da colónia) e poucos ou nenhuns microconideos. Os microconideos aparecem sobretudo com repicagens sucessivas e são esféricos ou em forma de lágrima. Podem ocorrer exsudatos de pigmento amarelo responsáveis pela formação de pequenas massas amarelas visíveis ao microscópio

Contrariamente ao T. mentagrophytes é de transmissão exclusivamente inter-humana. Também não é responsável por lesões inflamatórias nem por infecção do folículo piloso.
O T. interdigitale é responsável por lesões de eczema hiperqueratósico das regiões interdigitais, por lesões desidróticas dos pés, por onicomicoses das unhas dos pés e excepcionalmente por lesões circinadas nas pernas (acima do tornozelo), axilas e zona inguinal.

Após 9 dias de incubação.



Reverso da colónia.

Após 12 dias de incubação.

Reverso da colónia.





Os microconidios são esféricos ou em forma de lágrima.

Algumas acumulações, extra-celulares, de pigmento amarelo produzidas pelo fungo,





Órgãos nodulares.

Órgãos nodulares.

Órgãos nodulares.

Órgãos nodulares.