Comissão científica

Comissão cientifica: Prof.ª Graciete Freitas; Prof.ª Cidália P. Vaz; Prof.ª Maria M. Lopes; Prof. Acácio Rodrigues; Dr. Rui Tomé; Drª Teresa Ferreira; Drª Virginia Lopes; Drª Isabel Rio Carvalho

terça-feira, 12 de maio de 2015

TRICHODERMA VIRIDE

O Trichoderma viride é um fungo filamentoso septado hialino.
Os fungos do género Trichoderma são muito frequentes no solo sobretudo o florestal. Como agentes patogénicos humanos apenas estão descritos raros casos de pneumonia (fungus ball) e peritonite em doentes com diálise peritonial ambulatória.

Esta estirpe foi isolada em secreções brônquicas de uma paciente com asma, este doente teve 2 meses antes outra secreção bronquica com Aspergillus fumigatus.

As colónias crescem muito rapidamente e pelo 4º dia de incubação preenchem toda a placa. Inicialmente a colónia é branca, passando a verde claro e depois a verdxe mais escuro com zonas brancas. O reverso é branco-creme.

Microscopicamente observa-se um conidióforo em pirâmide com ramificações em ângulo recto, curtas no ápex e um pouco maiores na base. As hifas são hialinas e septadas. As fiálides são em forma de jarra com colo curto e estreito. Os conidios são sub-esféricos, rugosos e podem apresentar-se em pequenas massa verdes. 


Colónia com 24 horas de incubação a 30 graus.


Reverso da colónia.

Colónia com  2 dias de incubação a 30 graus.




Colónia com 4 dias de incubação a 30 graus.

Reverso da colónia.



















terça-feira, 5 de maio de 2015

TRICHOPHYTON INTERDIGITALE VARIEDADE NODULAR

O Trichophyton interdigitale variedade nodular é um fungo filamentoso septado hialino. Fisiopatologicamente é classificado como dermatófito.

A macroscopia da colónia revela um disco plano com elevação central e discreta franja periférica que penetra no agar. A cor é branca com margens amarelo-alaranjado. O reverso da colónia apresenta uma cor amarela brilhante ou ligeiramente alaranjada.
O exame microscópico revela a existência de órgãos nodulares (sobretudo na periferia da colónia) e poucos ou nenhuns microconideos. Os microconideos aparecem sobretudo com repicagens sucessivas e são esféricos ou em forma de lágrima. Podem ocorrer exsudatos de pigmento amarelo responsáveis pela formação de pequenas massas amarelas visíveis ao microscópio

Contrariamente ao T. mentagrophytes é de transmissão exclusivamente inter-humana. Também não é responsável por lesões inflamatórias nem por infecção do folículo piloso.
O T. interdigitale é responsável por lesões de eczema hiperqueratósico das regiões interdigitais, por lesões desidróticas dos pés, por onicomicoses das unhas dos pés e excepcionalmente por lesões circinadas nas pernas (acima do tornozelo), axilas e zona inguinal.

Após 9 dias de incubação.



Reverso da colónia.

Após 12 dias de incubação.

Reverso da colónia.





Os microconidios são esféricos ou em forma de lágrima.

Algumas acumulações, extra-celulares, de pigmento amarelo produzidas pelo fungo,





Órgãos nodulares.

Órgãos nodulares.

Órgãos nodulares.

Órgãos nodulares.







quarta-feira, 4 de março de 2015

SCHIZOPHYLLUM COMMUNE


O Schizophyllum commune é um microrganismos cuja classificação gera alguma controvérsia. Pertence à divisão dos oomycotas classe basidiomycetes
Oomycota ou pseudo-fungos são um grupo de microrganismos filamentosos que em cultura se assemelham a fungos, são poucas as espécies deste grupo que estão descritas como patogénicas no ser humano.
Basidiomycetes são um grupo de microrganismos que produzem esporos numa estrutura em forma de bastão. Podem ser encontrados quer na forma leveduriforme (uni-celular) quer na forma micelar.
O S. commune é estritamente micelar (filamentoso). As hifas são septadas, hialinas e largas, podem apresentar na zona do septo conexões denominadas gancho ou fíbula (clamp em inglês) e ainda espículas.
As colónias são grandes, de crescimento rápido, brancas e com textura algodonosa. No nosso isolado a cultura teve uma fase inicial de crescimento lento a que se seguiu uma fase de crescimento explosivo (talvez por ter sido manuseada). A colónia poderá gerar estruturas reprodutoras visíveis a olho nu. Fragmentos de biópsia previamente incubados em meio líquido tiveram culturas negativas (por regra quando se pesquisam fungos é de evitar meios líquidos)
O S. commune é um fungo que é frequentemente encontrado adjacente às raízes das plantas mas ocasionalmente está associado a sinusites (como é o caso desta estirpe) e a episódios alérgicos bronco-pulmonares.