blog sobre micologia médica

Patologia Clínica CHUC Coimbra Portugal

Fusarium dimerum keratitis

Artigo publicado: Fusarium dimerum - um caso de queratite.

Artigo publicado: Rinosinusite induzida por Schizophyllum radiatum

segunda-feira, 16 de maio de 2011

EXOPHIALA JEANSELMEI

A Exophiala é um fungo dematiaceo.
A Exophiala jeanselmei tem uma distribuição mundial encontrada facilmente no meio ambiente (solos enriquecidos).
Patogenicidade: micoses sub-cutâneas, por inoculação traumática, micetomas de grãos pretos, e cromoblastomicoses;  endocardites; metastases cerebrais com porta de entrada pulmonar; e um caso disseminado em doente hemato-oncológico. As infecções encontram-se frequentemente associadas a imunossupressão local ou sistémica.
A E. jeanselmei não cresce a 40 graus Celsius ao contrário da E. dermatitidis

Colónias com crescimeto tipo levedura: pequenas e viscosas.
As colónias  vão ficando negras e com textura aveludada ou lanosa.

O crescimento da colónia é lento.



Conhecidas por "leveduras pretas".
Patogenicidade: micoses sub-cutâneas por inoculação traumática, micetomas de grãos pretos.
Metastases cerebrais com porta de entrada pulmonar, um caso disseminado em doente hemato-oncológico.

As hifas são castanho-claro, constituidas, por vezes por células com aspecto "inchado" (hifa toruloide).

Hifas muito ramificadas de cor de azeitona pálida.
As hifas terminam em cadeias coerentes de células conideogenas em forma de barril.
Conidia elipsoide unicelular.

Sem comentários:

Enviar um comentário